Parceria com o Senac promoverá qualificação profissional a alunos de escolas municipais de Salvador

Os estudantes adolescentes e jovens matriculados na rede municipal de ensino de Salvador vão ganhar uma importante oportunidade de qualificação profissional para facilitar o ingresso no mercado de trabalho. Uma parceria entre a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Educação (Smed), e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac-BA) foi firmada para a promoção de cursos nas escolas da rede.

O termo de cooperação foi assinado pelo prefeito ACM Neto e pelo presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomércio-BA), Carlos de Souza Andrade, em cerimônia realizada nesta quinta-feira (29), na Casa do Comércio. Também estiveram presentes na ocasião o secretário e a diretora pedagógica da Smed, Bruno Barral e Joelice Braga, respectivamente; a diretora regional do Senac-BA, Marina Almeida, e alunos de escolas municipais.

“Esse é um projeto muito especial, pois leva para os estudantes do Ensino de Jovens e Adultos, a partir de 15 anos e que ainda estão no Ensino Fundamental, a oportunidade de que, aliado aos estudos, também possam ter o convívio com cursos de iniciação profissional. Cursos esses que vão certificar esses jovens e permitir que eles possam lutar por um espaço no mercado de trabalho com mais conhecimento e experiência”, salientou o prefeito.

Para o presidente da Fecomércio-BA, a ferramenta mais importante para os jovens hoje é a educação. “O Senac vai ajudar a dar os instrumentos para que possam se desenvolver, na vida profissional. Afinal de contas, time que não treina não ganha campeonato e o treinamento dos jovens é na escola. A intenção é de que, após o curso, os estudantes estejam preparados para o mercado de trabalho e essa parceria, com certeza, trará bons frutos para a cidade”, destacou Carlos Andrade.

*Funcionamento –* Os cursos de qualificação profissional são voltados aos alunos com 15 anos ou mais, prioritariamente nas turmas diurnas da Educação de Jovens e Adultos II (EJA II), que equivale ao Ensino Fundamental Anos Finais. Em 2019, serão atendidos 1,4 mil educandos, distribuídos em 47 turmas e 24 escolas. As capacitações serão para as funções de Operador de Supermercado, Assistente Administrativo, Assistente de Recursos Humanos, Promotor de Vendas, Recepcionista e Assistente de Logística.

As aulas serão ministradas por profissionais do Senac dentro da própria unidade escolar, dispensando o deslocamento dos educandos. Serão fornecidos, também, materiais didáticos necessários para participação no curso, bem como a merenda escolar. A carga horária total é de 160 horas, sendo 12 horas semanais de aula, distribuídas em quatro horas no turno regular e oito no contraturno. As atividades serão realizadas no período de 9 de setembro a 20 de dezembro.

Em 2020, a iniciativa terá um número maior de beneficiados: 1.712 vagas, além de mais um curso a ser acrescentado à lista, o de Almoxarife. O certificado será concedido para quem tiver, no mínimo, 75% de frequência no curso. O investimento neste projeto de capacitação profissional é de R$1,235 milhão.

O secretário Bruno Barral afirmou que a Smed sempre acreditou que era necessário proporcionar um conteúdo adequado aos alunos da Educação de Jovens e Adultos, que possuem perfil, realidades e expectativas diferentes de um aluno regular. “Essa capacitação vai permitir aos estudantes que possam conseguir um trabalho nas férias ou mesmo ter acesso a profissões, ajudando assim a conquistar uma vaga no mercado de trabalho. Esse é um momento histórico para a rede municipal de ensino”, pontuou.

*Esperança –* Para incentivar os alunos nessa jornada, o professor da rede municipal Wellington Santos relatou aos estudantes a própria trajetória profissional. Ele, morador do Lobato, no Subúrbio Ferroviário, chegou a concluir quatro cursos de ensino superior. “Ouvi uma frase que me motivou a ser o que sou e transmito a vocês: ‘Se você quer, você pode!’”, disse aos jovens presentes.

O estudante da Escola Municipal Dona Arlete Magalhães Mateus Souza ressaltou que ele e os demais alunos estavam orgulhosos com a parceria. “Essa é uma grande oportunidade para a gente e basta apenas que nós possamos aproveitá-la ao máximo”, disse.

 

Problemas com a imagem
Problemas com a imagem

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio de Feira de Santana